quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Magia da Lua

A lua inteira me basta
Olho para ela, no alto, sublime e total
O inebriante esplendor de sua luz
Que nos pausa e aquieta, adormece pensamentos
Lua intensa, magna, tão cheia de si
E eu, cheia de mim, inspiro-me aos encantos dela
Lua linda, suave e envolvente
Conduz meu sorriso, alivia meus sonhos
Faz-me tão leve quanto desejo sempre ser
No aconchego de sua luz, adormeço serena.


Foto: Paulo Roberto Malta